O disco Letra & Música : Ary Barroso (1997 – Lumiar Discos) de Rosa Passos e Lula Galvão marcou época. O repertório de canções de Ary produzido por Almir Chediak e com arranjos de Rosa e Lula exibe a leveza e o swing da voz da cantora sobre um acompanhamento límpido e com belas re-harmonizações e improvisos.

Destaco aqui a canção Rio de Janeiro (Isto é o meu Brasil) onde Lula Galvão desfila seu estilo marcante de improvisação num solo que serve de ponte para a retomada da melodia. O solo tem apenas 16 compassos, mas sobre uma harmonia modulante que permite com que Lula explore as extensões dos acordes em seu máximo potencial, exibindo uma variedade de combinações muito interessante, como veremos a seguir.

O estilo de improvisação de Lula Galvão é marcado pelo uso constante das diferentes possibilidades de extensões sobre os acordes dominantes. Podemos destacar o uso de duas escalas em especial neste solo:

1. a Escala Alterada (ou modo superlócrio, ou simplesmente último modo da escala Menor Melódica)

2. e a Escala Dominante Diminuta (também conhecida como Dom-Dim ou aquela escala simétrica formada pela sequencia semitom-tom).

Além do uso destas escalas, neste breve solo podemos destacar as escolhas rítmicas feitas por Lula. Com base nas semicolcheias, as frases são quase sempre sincopadas e tem o ataque ao compasso seguinte antecipado, fazendo com que o improviso se encaixe perfeitamente à levada rítmica dos outros instrumentos.

 

Nesta faixa o time de músicos é o seguinte:  Armando Marçal (percussão), Erivelton Silva (bateria), Hamleto Stamato (piano), Idriss Boudrioua (sax alto), Jorge Helder (contrabaixo), Lula Galvão (violão), além da voz de Rosa.

Clique aqui e acesse a transcrição completa

 

 

Categorias: Blog